A SPSim

A Sociedade Portuguesa de Simulação Aplicada às Ciências da Saúde (SPSim) foi criada em Novembro de 2011 com objetivos científicos e sociais relacionados com a simulação aplicada ao ensino e investigação em saúde.

A SPSim tem como finalidade impulsionar, difundir, desenvolver e promover a investigação e o ensino com simulação, aplicados às ciências da saúde. Dentro deste âmbito, são seus objectivos:

Divulgar a simulação biomédica como recurso formativo que contribui para a segurança do doente, a humanização e a excelência dos cuidados de saúde.
Contribuir para a definição, implementação e monitorização de estratégias nacionais de aplicação da simulação ao ensino das ciências da saúde.
Promover a partilha, nacional e internacional, da investigação e experiência na área do ensino biomédico com recurso à simulação.

Mensagem
do Presidente

Francisco Maio Matos

A SPSim surge da união de todas as escolas médicas e centros de formação pós-graduada portugueses em torno dos objetivos científicos e sociais do ensino com simulação aplicado às ciências da saúde.

A simulação biomédica é um recurso pedagógico inovador e compreensivo que visa a aplicação de princípios éticos e de segurança à educação e prática médicas. Caracteriza-se pela representação e interpretação de casos clínicos com o objetivo de aperfeiçoar, investigar ou avaliar o desempenho das equipas médicas em situações críticas. O realismo do caso simulado reproduz a envolvência multidisciplinar e organizacional do ambiente clínico. O impacto emocional deste treino integrado traduz-se na melhoria do tempo de aquisição e retenção das competências clínicas – técnicas e comportamentais – com repercussão positiva na confiança, eficácia e eficiência das equipas médicas.

Acreditamos que a aplicação às ciências da saúde de um novo conceito de aprendizagem interativa pode melhorar a capacidade do sistema de saúde português. Queremos desenvolver e impulsionar programas de educação biomédica que promovam a segurança do doente e a excelência dos cuidados clínicos. Confiamos numa política de abertura, partilha de conhecimento e experiência. Assumimos este compromisso com a afiliação às maiores sociedades internacionais de simulação clínica e pelo desenvolvimento de parcerias construtivas com sociedades nacionais, que contribuam para a definição e implementação de estratégias nacionais de aplicação da simulação ao ensino biomédico.

Queremos servir o país com empenho, entusiasmo e competência. É com honra, orgulho mas também com enorme responsabilidade, que aceitamos esta missão.

Notícias